Talento precoce

Envie para um(a) amigo(a) Imprimir Comentar A- A A+

Compartilhe:

Eliane de Souza

'Sou perfeccionista', diz Ana Vitória. Foto: SBT/Divulgação.

“Embarque nesse carrossel, onde o mundo faz de conta; a terra é quase o céu”. Quem não se lembra do tema de abertura de Carrossel? Já se passaram mais de 20 anos desde a primeira exibição da novela mexicana no Brasil, mas a lembrança de personagens como Cirilo, Maria Joaquina e Professora Helena segue viva na mente de quem acompanhou pela telinha as aventuras dos alunos da Escola Mundial no início da década de 1990. 

E é justamente a lembrança afetiva o principal ingrediente para o sucesso do atual remake adaptado por Íris Abravanel para o SBT. A novelinha rende dez pontos no Ibope e eleva a emissora de Silvio Santos ao segundo lugar em audiência no horário. A livre adaptação do enredo mexicano pela mulher do patrão rendeu, inclusive, inserção de cena com a chamada  Menina Fantasma (Lívia Padilha), da pegadinha que fez o programa de Silvio virar meme na internet.

Neste cenário que narra as aventuras de infância e o amor pela professora primária, há uma legítima representante do Grande ABC: Ana Vitória Zimmermann, 10 anos, moradora de Santo André, vive na TV a personagem Marcelina, irmã do travesso Paulo (Lucas Santos) e melhor amiga de Valéria (Maisa Silva). A pequena assistiu à versão original para se inteirar sobre a dinâmica da novela e logo se identificou com a história.
 
Destacou-se em testes com outras 5.000 crianças, que tinham de contracenar como se estivessem em uma gravação, improvisando as falas e as ações dos personagens sem saber para qual papel seriam escaladas. Os atores mirins passavam cerca de uma hora sendo avaliados, inclusive em tomadas ao vivo no programa Domingo Legal. 
 
“Os testes tinham muitos atores competentes. Fui pouco a pouco, dia a dia, caminhando com muita fé, simplesmente vivendo fase por fase. Quando vi, tinha sido selecionada para o papel da Marcelina Guerra”, conta humildemente a menina, que já coleciona outras participações como atriz: foi sobrinha da personagem interpretada por Gloria Pires em É Proibido Fumar (2009) e atuou com Lázaro Ramos em Amanhã Nunca Mais (2011). Assim, não teve dificuldade de conciliar estudos e trabalho. “Sou perfeccionista. Sempre decoro os textos e cumpro meus horários rigorosamente. Fico muito agitada quando o trânsito faz com que me atrase”. 
 
Da escola Trevo Master, em Santo André, direto para os estúdios de gravações do SBT, é durante a folga que Ana Vitória se diverte com os amigos de elenco e aproveita para responder perguntas de fãs por cartas e redes sociais, além de curtir o município. “Adoro os shoppings e pontos comerciais de Santo André. Aqui tem tudo que a cidade de São Paulo oferece.” 
 
Assim como a personagem que interpreta em Carrossel, Ana Vitória tem uma irmã mais velha, com quem divide o amor pela yorkshire Sunny, “a estrela da casa”.  A novela está no ar desde maio de 2012 e ainda não tem data para acabar. O sucesso comercial foi tanto que a emissora decidiu esticar a trama infantil. A previsão é de que o folhetim se estenda até julho, seguido por Chiquititas, outro sucesso dos anos 1990 que também será adaptado por Íris Abravanel. Mas a certeza de Ana Vitória é de que seguirá a carreira de atriz:
 
“Este é meu sonho e tudo tem contribuído para isso”, afirma a garota, que conta com o apoio da mãe, Andréa Juliani Zimmermann. E o sucesso precoce da jovem atriz não assusta a família: “Tenho as mesmas preocupações que toda mãe tem com um filho. Torcemos pelo futuro, perseveramos no presente, sonho junto com ela para que tudo caminhe em sua vida”, conta Andréa Zimmermann, que toma decisões financeiras por Ana Vitória e não teme seu futuro. “Temos investido tempo na formação da personalidade e do caráter da Ana. Creio que ela terá paramentos para caminhar sozinha quando for preciso.”

 




Diário do Grande ABC. Copyright © 1991- 2019. Todos os direitos reservados